Tamanho do texto

Washington, 3 dez (EFE).- A Comcast, maior provedora de TV a cabo dos Estados Unidos, anunciou hoje que vai adquirir junto à General Electric (GE) uma porção majoritária e o controle das redes NBC e Telemundo, além de 24 canais a cabo e o estúdio cinematográfico e os parques de diversões da NBC Universal.

Na transação proposta, a Comcast vai pagar à General Electric US$ 6,5 bilhões em dinheiro e US$ 7,25 bilhões em ativos para compra. No acordo, a "NBC" é avaliada em US$ 30 bilhões.

A General Electric, por sua vez, vai comprar 20% das ações da "NBC" (que pertencem à companhia francesa Vivendi) por US$ 5,8 bilhões.

Se a transação obtiver a aprovação das autoridades federais americanas, a Comcast vai controlar 51% do novo conglomerado, enquanto a General Electric terá 49%.

Segundo alguns meios de comunicação americanos e franceses, o acordo foi acertado em uma reunião em Paris com os executivos-chefes da GE, Jeffrey Inmelt, e da Vivendi, Jean-Bernard Levy, após semanas de negociações.

A Comcast é o maior operador de serviços a cabo nos EUA e controla os canais "E!", "Golf Channel", "Versus" e "Style", entre outros. Cerca de 23,8 milhões de clientes recebem os sinais de TV, enquanto 15,7 milhões assinam os serviços de internet de alta velocidade e 7,4 milhões os de telefonia, segundo dados da empresa.

A NBC Universal surgiu em 2004, como resultado da fusão da "NBC", filial da General Electric, e da Vivendi Universal. O grupo industrial americano ficou com 80% de participação.

A GE fechou os nove primeiros meses do ano com uma queda de 43% em seu lucro em comparação a 2008. A receita caiu 15%.

A NBC Universal registrou um ganho de US$ 732 milhões no trimestre passado, 13% a mais que há um ano, embora tenha registrado uma queda de 27% nos nove primeiros meses do ano.

Por sua vez, a Comcast teve lucro líquido de US$ 944 milhões no terceiro trimestre deste ano, frente aos US$ 771 milhões há um ano.

Nos nove primeiros meses do ano, foram US$ 2,7 bilhões, comparados aos US$ 2,1 bilhões do mesmo período do ano anterior. EFE jab/fm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.