Tamanho do texto

NOVA YORK - A Advanced Micro Devices (AMD) registrou um prejuízo maior que o esperado no trimestre e nomeou um novo presidente-executivo na quinta-feira, enquanto a fabricante de chips de computador se empenha para recuperar participação de mercado da líder Intel .

A indicação de Dirk Meyer para suceder Hector Ruiz como novo CEO não foi suficiente para ressuscitar as ações da AMD, que chegaram a cair 9% depois do anúncio dos resultados.

Ruiz, que permanece na presidência do conselho de administração e tem preparado Meyer para ser seu sucessor nos últimos dois anos, disse que não há dúvida de que ele é o melhor candidato para o posto na AMD, que tem registrado prejuízos por sete trimestres consecutivos.

"Ele tem me assistido fazer todas as atividades e entende muito bem tudo o que temos de melhorar, o que um candidato de fora da companhia não teria", disse Ruiz em uma entrevista por telefone.

Meyer disse que irá manter o foco de sua atuação em alcançar e manter a rentabilidade. Ruiz planeja continuar trabalhando na estratégia de manufatura da companhia e prometeu anunciar novos detalhes no próximo ano. A empresa pretende usar novas parcerias para reduzir os custos de fabricação.

A empresa registrou um prejuízo líquido de US$ 1,19 bilhão no segundo trimestre, ou US$ 1,96 por ação, comparado ao prejuízo líquido de US$ 600 milhões no mesmo período do ano passado.

A fabricante de chips não informou se irá registrar lucro no terceiro trimestre do ano, mas disse que a receita que irá gerar o ponto de equilíbrio (break-even) seria de US$ 1,5 bilhão. No segundo trimestre, a receita da AMD subiu para US$ 1,35 bilhão, ante os US$ 1,31 bilhão um ano antes.

Leia mais sobre lucros

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.