Tamanho do texto

As principais bolsas europeias fecharam em alta modesta, em dia sem indicadores econômicos importantes

selo

As principais bolsas europeias fecharam em alta modesta, em dia sem indicadores econômicos importantes. Os volumes foram reduzidos, por causa do feriado nos Estados Unidos. Foi bem recebida pelo mercado a declaração feita no fim de semana pelo presidente do Banco Central Europeu (BCE), Jean-Claude Trichet, de que há pouca chance de uma recessão de "duplo mergulho" na Europa. "Com os EUA operando de novo na terça-feira e o mundo financeiro de volta, depois das férias de verão, esperamos que o resto da semana traga mais luz sobre para onde o sentimento está se voltando neste momento", disseram os analistas da IG. Nesta terça-feira, os mercados europeus de ações deverão ficar atentos ao indicador de encomendas à indústria da Alemanha em julho.

Na Bolsa de Londres, o índice FT-100 fechou em alta de 11,04 pontos (0,20%), em 5.439,19 pontos. As ações da GlaxoSmithKline caíram 1,54%, depois de o British Medical Journal recomendar que o medicamento contra diabetes Avandia seja retirado do mercado, porque seus riscos são maiores do que os benefícios.

O índice CAC-40, da Bolsa de Paris, fechou em alta de 12,53 pontos (0,34%), em 3.684,73 pontos. As ações da France Telecom subiram 0,31%, depois de um tribunal de arbitragem determinar que sua subsidiária na Polônia pague 396 milhões de euros em indenizações ao Danish Polish Telecomunications Group. Entre os destaques positivos também estavam Alcatel (+2,33%), Veolia (+3,27%) e Suez (+2,62%). As do Dexia caíram 2,33% e as da Lagardère recuaram 1,50%; ambas serão removidas do índice CAC (suas substitutas serão Publicis, +1,10%, e Natixis, +5,93%). Amanhã, o mercado estará atento às manifestações de protesto convocadas pelos sindicatos franceses contra o projeto de reforma do sistema de aposentadorias.

Na Bolsa de Frankfurt, o índice Xetra-DAX fechou em alta de 20,42 pontos (0,33%), em 6.155,04 pontos. As ações das provedoras de serviços públicos subiram, depois de o governo alemão anunciar um acordo para que as usinas nucleares do país continuem a operar por 12 anos a mais do que se planejava (E.On +1,79%, RWE +1,84%).

O índice FTSE-Mib, da Bolsa de Milão, fechou em alta de 21,05 pontos (0,10%), em 20.660,91 pontos. As ações da Finmeccanica subiram 1,15%, depois de a empresa obter um contrato de 490 milhões de euros para fornecer sistemas para o avião militar Eurofighter. As da Bulgari recuaram 0,41%, após rebaixamento de recomendação por analistas.

Na Bolsa de Madri, o índice Ibex-35 fechou em alta de 23,30 pontos (0,22%), em 10.622,70 pontos. Em dia sem notícias locais, os destaques do pregão foram Iberdrola Renovables (+1,47%) e Telecinco (+1,61%).

O índice PSI-20, da Bolsa de Lisboa, fechou em alta de 53,23 pontos (0,76%), em 7.461,97 pontos. Entre as ações que mais subiram estavam Cimpor (+2,53%) e EDP Renováveis (+2,51%). As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.