Tamanho do texto

SÃO PAULO - Os sócios controladores da Positivo Informática decidiram renovar por mais três meses o empréstimo de R$ 100 milhões que tinham aprovado em favor da empresa em meados de outubro do ano passado. A decisão foi tomada em reunião do conselho de administração realizada hoje, após os administradores avaliarem que o custo mínimo de 129% do CDI cobrado por instituições financeiras, com a exigência de garantias, não era favorável.

Em outubro, quando optou por esta alternativa de financiamento, a Positivo informou que a taxa mínima oferecida pelos bancos era de 154,88% do CDI.

Segundo a ata da reunião, divulgada hoje no site da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), o empréstimo dos controladores será feito por contrato de mútuo, com taxa de CDI, "acrescida de um spread, de no máximo, o equivalente às cotações de mercado vigentes na data da sua contratação". O prazo máximo das operações será de três meses.

(Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.