Tamanho do texto

SÃO PAULO - O grau de confiança das empresas alemãs apresentou leve alta no primeiro mês de 2009. O indicador do instituto de pesquisas alemão IFO, que em dezembro estava em 82,7 pontos, passou para 83 pontos em janeiro.

Mesmo assim, segundo o relatório da instituição, depois do forte declínio no ano passado, "o Índice de Clima dos negócios continua em um nível baixo". Em janeiro de 2008, por exemplo, o indicador marcava 103,5 pontos.

Os dois componentes do índice se moveram em direções opostas no período analisado. Enquanto a avaliação sobre a situação atual dos negócios caiu de 88,8 pontos para 86,8 pontos, o índice que mede as expectativas para os próximos seis meses subiu de 76,9 pontos para 79,4 pontos.

Mesmo com a melhora das projeções futuras, o relatório adverte que as expectativas das empresas ainda são preocupantes. "Uma retomada cíclica não pode ser deduzida desta pequena evolução", alerta o instituto.

Pela metodologia do IFO, nos levantamentos de clima, situação atual e expectativa, marcas acima de 100 indicam otimismo dos empresários entrevistados e, abaixo disso, indicam pessimismo.

Na análise setorial, o clima de negócios melhorou nos setores de comércio e indústria, construção, atacado e no varejo. Uma piora na avaliação, no entanto, foi registrada no setor manufatureiro.

Para fazer o levantamento, o IFO entrevista 7 mil empresários na Alemanha.

(Vanessa Dezem | Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.