Tamanho do texto

Mumbai, 03 - Chuvas tardias devem reduzir a produção de café indiana em até 7% ante a estimativa anterior do governo de 306.300 toneladas no ano-safra 2009/10 iniciado em 1º de outubro.

Contudo, as exportações devem aumentar no período devido à melhora da demanda, disse hoje Ramesh Rajah, presidente da Associação de Exportadores de Café da Índia.

A produção do grão em 2009/10 deve ficar em torno de 285 mil a 290 mil toneladas, contra 262.300 toneladas produzidas em 2008/09. "Fortes chuvas durante o final de outubro e o começo de novembro em Karnataka resultaram na queda de alguns frutos", disse ele.

Karnataka é o maior Estado produtor de café do país, contabilizando por 70% da produção nacional total. Os Estados vizinhos Kerala e Tamil Nadu também são grandes produtores. A Índia é o terceiro maior produtor de café da Ásia.

O país deve exportar mais de 200 mil toneladas da commodity no ano comercial que termina em 31 de dezembro de 2010, acima da estimativa de 185 mil toneladas para o atual período, afirmou Rajah.

"Nós esperamos algum avanço na demanda do ano que vem com melhor disponibilidade de café", disse ele. As entregas para a nova safra começaram a chegar no mercado, mas em pequenas quantidades, com a impossibilidade de secagem dos grãos em razão de chuvas no começo de novembro, informou Rajash.

A safra arábica normalmente é colhida em novembro, enquanto a colheita da robusta acontece em fevereiro. "Nós prevemos entregas melhores a partir da segunda semana de dezembro, já que não tivemos chuvas novamente."

As exportações de café da Índia nos 11 primeiros meses de 2009 caíram 16% na comparação anual, para 174.260 toneladas, devido à produção menor, ao crescente consumo doméstico e à fraca demanda externa.

O país exporta principalmente para Europa, com Itália, Rússia, Bélgica e Alemanha respondendo por mais de metade da demanda geral. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.