Tamanho do texto

Wang precisa esperar até que a concessionária encontre bancos dispostos a receber e contar todas as moedas

Um comerciante chinês tenta desde a segunda-feira comprar um carro novo em uma concessionária da cidade de Xianyang, mas a transação está emperrada porque ele quer fazer a aquisição com 300 quilos de moedas e nenhum banco aceita a forma peculiar de pagamento.

Segundo a edição desta quarta-feira do diário "China Daily", o homem, um vendedor de farinha de sobrenome Wang, chegou à concessionária trazendo as moedas em uma caminhonete, decidido a levar seu veículo novo.

Grande foi a surpresa do vendedor de automóveis quando Wang abriu a comporta traseira de sua caminhonete e começou a tirar sacos repletos de moedas de 1 iuane (equivalente a 0,13 euro), 50 e 10 centavos, somando os 60 mil iuanes (6.500 euros) que custa o carro pretendido.

O funcionário entrou em contato com vários bancos para saber se as instituições receberiam o depósito, mas todas se negaram a fazê-lo por causa do tempo que seria preciso para contar as moedas. Só um banco aceitou a quantia máxima de 15 mil iuanes. Por enquanto, Wang terá de esperar até que o vendedor encontre destino para os 45 mil iuanes restantes para poder dirigir seu carro novo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas