Tamanho do texto

Pequim, 24 dez (EFE).- A China recorreu hoje à Organização Mundial do Comércio (OMC) contra as tarifas impostas pelos Estados Unidos às importações chinesas de pneus, canos de aço retangulares e circulares e sacos de tecido laminado.

Segundo informa hoje o jornal oficial "China Daily", trata-se da segunda investigação que China pede para abrir na OMC desde que aderiu a esta organização, há sete anos.

Os Estados Unidos impuseram "unilateralmente" tarifas de importação em setembro a estas quatro categorias de produtos, alegando concorrência desleal e subsídios à exportação por parte da China.

Pequim protestou em várias ocasiões, mas Washington decidiu manter essas taxas.

O setor local aplaudiu a iniciativa de Pequim em sua luta contra "o protecionismo, em um momento no qual a economia global avança para a recessão".

A crise global está batendo duramente às exportações do país asiático, que foram, nas últimas três décadas, o principal pilar do crescimento chinês, até transformar à China na quarta economia mundial. EFE mz/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.