Tamanho do texto

País deve investir em saúde e moradia para incentivar crescimento sustentável, diz um dos planejadores econômicos do governo

A China precisa investir em saúde e moradias para que os trabalhadores e a população rural gastem e contribuam para um crescimento econômico sustentável, disse um dos planejadores econômicos do governo nesta segunda-feira.

A economia chinesa deve crescer cerca de 50 por cento, para 7,5 trilhões de dólares, até 2015.

Zhang Ping, diretor da Comissão Nacional de Reforma e Desenvolvimento, disse que a forma de vencer os obstáculos à economia é expandindo o gasto das famílias, fortalecendo a saúde, barateando a moradia e buscando reformas de preços.

"Expandir a demanda doméstica é a forma de guiar a estratégia de longo prazo do desenvolvimento econômico e social de nosso país", afirmou ele.

"O foco do próximo passo do trabalho econômico precisa ser aumentar o papel da demanda doméstica, principalmente da demanda do consumidor, como gerador do crescimento econômico."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.