Tamanho do texto

PEQUIM (Reuters) - A China voltou a se esquivar nesta terça-feira das crescentes exigências dos Estados Unidos por um iuan mais forte, afirmando novamente que a sua moeda não é a causa do grande superávit comercial. Pequim também prometeu manter a moeda estável para impulsionar as exportações. Se a questão da taxa cambial é politizada, para o enfrentamento da crise financeira global, então, isso será de nenhuma ajuda na coordenação entre as partes envolvidas, disse o porta-voz do Ministério do Comércio chinês, Yao Jian, em entrevista coletiva.

Yao rejeitou o argumento de que elevado superávit comercial da China com os Estados Unidos se deve ao iuan, também chamado de renminbi, que alguns economistas norte-americanos julgam estar 25 por cento ou mais subvalorizado.

"O superávit comercial não é causado pela taxa de câmbio do renminbi. O superávit comercial é um resultado e fenômeno da globalização. Vai existir por um tempo", disse.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.