Tamanho do texto

Para o primeiro-ministro chinês, Wen Jiabao, Pequim continuará a melhorar os controles macroeconômicos no tempo apropriado

O primeiro-ministro chinês, Wen Jiabao, disse que a China enfrenta riscos de aumento da inflação ainda que sua economia combata os ventos contrários ao crescimento, horas depois de dados mostrarem que a segunda maior economia do mundo cresceu no primeiro trimestre em seu ritmo mais lento em quase três anos.

PIB chinês cresce 8,1% no primeiro trimestre

Wen disse que Pequim continuará a melhorar e calibrar os controles macroeconômicos e a política monetária no tempo apropriado para lidar com os desafios, mas reiterou que o governo vai manter suas restrições sobre o mercado imobiliário.

A economia da China cresceu 8,1 por cento entre janeiro e março, mostraram dados nesta sexta-feira, aquém das previsões de analistas e levantando a preocupação de que o crescimento pode desacelerar mais sem adequado apoio de política.