Tamanho do texto

País pretente "aumentar as exportações mútuas de produtos de alto valor agregado" e "otimizar as estruturas de negócios"

selo

A China trabalhará com a América Latina para aumentar as exportações mútuas de produtos de valor agregado, afirmou o vice-presidente chinês, Xi Jinping, numa audiência da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal) da Organização das Nações Unidas, realizada em Santiago, no Chile.

Enquanto as exportações da América Latina para a China cresceram dramaticamente nos últimos anos e representaram 8% das exportações totais da região em 2010, de acordo com a Cepal, recursos naturais, como o cobre e a celulose, corresponderam pela maior parte dos produtos do país asiático.

"A China deseja trabalhar com as nações da região para aumentar as exportações mútuas de produtos de alto valor agregado, expandir o comércio e otimizar as estruturas de negócios", disse, em comentários preparados para o evento. Além disso, a China vai procurar aumentar os investimentos em companhias chinesas na região.

Durante uma viagem a três países da América Latina - Cuba, Uruguai e Chile -, Xi assinou uma série de acordos comerciais. Entre eles, a mineradora estatal chilena Corporación Nacional del Cobre e a China Minmetals assinaram um memorando de entendimento para a cooperação conjunta e o banco estatal do Chile, BancoEstado, e o Banco de Desenvolvimento da China assinaram um acordo de cooperação financeira. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.