Tamanho do texto

Presidente chileno quer que país seja "uma plataforma para a China se integrar com o restante da América Latina"

selo

O Chile e a China assinaram uma série de acordos cooperativos nos setores de agricultura, finanças e mineração durante uma visita do vice-presidente chinês, Xi Jinping, a Santiago. "O propósito da minha visita para o Chile é fortalecer a amizade, aprofundar a cooperação e alcançar o desenvolvimento mútuo", afirmou Xi, depois da cerimônia de assinatura dos acordos com o presidente chileno, Sebastián Piñera.

"Nós esperamos não apenas aprofundar os laços entre os dois países, mas também oferecer o Chile como uma plataforma para a China se integrar com o restante da América Latina", disse Piñera. Os acordos incluem uma "parceria estratégica" entre a estatal chilena Corporación Nacional del Cobre (Codelco), que produz quase 11% da oferta mundial de cobre, e a China Minmetals, o maior consumidor de cobre do mundo.

Outros acordos pretendem aumentar a cooperação em exportações agrícolas e nos setores financeiro, de telecomunicações, ciência, tecnologia e cultura. Xi deverá fazer um discurso na sede da Comissão Econômica das Nações Unidas para América Latina e Caribe, em Santiago, e participará de uma reunião do conselho de negócios bilaterais Chile-China. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.