Tamanho do texto

O Civic não sai do topo do ranking de vendas de sedãs médios desde que seu problema de entrega foi resolvido. O mérito é grande: entre as categorias que participam da eleição, esta é a que tem os carros mais modernos.

O vencedor do segmento na edição passada suou mais para ganhar desta vez. A categoria está em constante renovação, e a chegada da nova geração do Corolla, em abril, ameaçou o Honda. Mesmo assim, ele mantém boa vantagem em comportamento e desenho. Difícil foi bater o C4 Pallas, argentino lançado no ano passado. Pelo mesmo preço, o Citroën tem espaço de sedã grande. E traz opcionais que não são oferecidos em nenhum modelo feito no Mercosul (ESP, por exemplo).

Mas o Pallas perde em dirigibilidade e comportamento, além de ainda não ter motor flexível. Sorte do grande campeão do JC, que superou outros rivais de peso, como o nacional Renault Mégane e o mexicano Nissan Sentra.

O Civic parte de R$ 65.460 na versão LXS, bem completa, inclusive com air bags e freios ABS. O topo de linha, EXS, tem preço único: R$ 85.235.

O que impressiona no Honda é que ele inovou e conseguiu triunfar diante dos tradicionais valores do segmento. Seu desenho que o diga: foi capaz de manter a clientela purista e cativar os mais jovens.

A condução traz toques de esportividade, sem deixar o conforto de lado. Suspensão e direção são mais rígidas que os de outros sedãs e tornam a firmeza em curvas um dos pontos fortes do carro.

O câmbio manual preciso e curto funciona bem em acelerações e retomadas. O automático, eficiente, traz na versão EXS opção de trocas manuais, por meio de hastes atrás do volante. Tudo isso aliado ao bom e moderno motor 1.8 bicombustível, de até 140 cv.

Internamente, os 2,7 metros de entreeixos e o assoalho plano dão bom espaço aos ocupantes. Mas o tamanho do porta-malas (340 litros) deixa a desejar. O acabamento se destaca pela modernidade,beleza e qualidade dos materiais.

De janeiro a junho deste ano, foram vendidas 31.226 unidades do Civic, quase o dobro dos emplacamentos registrados pelo Corolla.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.