Tamanho do texto

Apenas Vitória, Belo Horizonte e Florianópolis registraram elevação de preços acima de 10%; em SP, avanço foi de 4,57%

selo

Apenas uma de 17 capitais pesquisadas pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) apresentou queda do preço médio da cesta básica em 2011 - Natal, com variação negativa de 3,38% no acumulado do ano. De acordo com levantamento divulgado nesta quinta-feira, três capitais tiveram elevação de preços acima de 10% em 2011: Vitória (13,80%), Belo Horizonte (11,76%) e Florianópolis (10,20%). Em 2010, 14 capitais haviam registrado altas acima de 10%.

Em São Paulo o custo da cesta básica apresentou avanço de 4,57% em 2011. Também registraram aumento Porto Alegre (9,80%), Rio de Janeiro (8,34%), Belém (7,81%), Brasília (6,08%), Goiânia (5,15%), João Pessoa (5,13%), Recife (5,10%), Fortaleza (4,65%), Aracaju (3,60%), Salvador (3,53%), Curitiba (1,91%) e Manaus (1,48%).

Em dezembro, a maior variação mensal foi verificada em Goiânia, com alta de 5,58% ante novembro. Depois vieram Vitória (4,35%), Fortaleza (4,25%), Natal (3,09%), João Pessoa (3,00%), Belo Horizonte (2,85%), Recife (2,60%), Salvador (1,81%), Rio de Janeiro (0,46%), Belém (0,38%), São Paulo (0,35%) e Aracaju (0,24%). Cinco capitais apresentaram deflação em dezembro: Florianópolis (-2,28%), Curitiba (-1,80%), Porto Alegre (-0,99%), Manaus (-0,98%) e Brasília (-0,50%).

O Dieese realiza mensalmente a Pesquisa Nacional da Cesta Básica nas cidades de Aracaju, Belém, Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Florianópolis, Fortaleza, Goiânia, João Pessoa, Manaus, Natal, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador, São Paulo e Vitória.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas