Tamanho do texto

SÃO PAULO - O caso Goldman Sachs centrava as atenções nesta tarde em Wall Street. A Securities and Exchange Commission (SEC) acusou o banco de supostamente praticar fraude na venda de derivativos atrelados a contratos de hipotecas de alto risco (os chamados subprime).

SÃO PAULO - O caso Goldman Sachs centrava as atenções nesta tarde em Wall Street. A Securities and Exchange Commission (SEC) acusou o banco de supostamente praticar fraude na venda de derivativos atrelados a contratos de hipotecas de alto risco (os chamados subprime). O Goldman Sachs afirmou que as acusações de fraude feitas pela comissão de valores mobiliários dos EUA são"completamente infundadas"e avisou que vai"contestar vigorosamente"as acusações e"defender a empresa e sua reputação". Do lado corporativo, os agentes avaliam os balanços da General Electric (GE), Bank of America e Google. De dados econômicos, além da atividade de construção nos EUA em março, os investidores receberam a leitura preliminar do índice de preços ao consumidor americano. O estudo, divulgado pela Universidade de Michigan, mostrou que o índice que mede esse sentimento caiu para 69,5 em meados de abril ante os 73,6 de março. Há pouco, o Dow Jones declinava 0,82%, para 11.053,35 pontos. O S & P 500 recuava 1,22% e estava em 1.196,92 pontos. O Nasdaq cedia 1,19%, somando 2.485,66 pontos. (Juliana Cardoso | Valor, com agências internacionais)
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.