Tamanho do texto

Pesquisa salarial da Catho aponta que as áreas de engenharia registraram alta de 38,2%

As profissões relacionadas à área de engenharia foram as que mais cresceram em termos salariais desde maio de 2010. Os dados são da pesquisa salarial realizada pela Catho Online, empresa de currículos e empregos online, divulgada nesta semana.

Os cargos na área de engenharia tiveram destaque no período: sete das dez categorias do ranking pertencem ao setor. O segmento de engenharia agrícola foi o mais representativo, com alta de 38,2%. Nesta faixa, os profissionais das funções agrônomo júnior, sênior e pleno recebem R$ 3.863, R$ 4.496 e R$ 5.965, respectivamente.

Em segundo lugar ficou o cargo de editor de fotografia, na área de comunicação social e editoração, que registrou crescimento médio de 25,4%. Neste setor, as funções de editor de fotografia, fotógrafo e assistente receberam, em maio deste ano, uma média de R$ 2.590, R$ 1.702 e R$ 1.346, respectivamente.

A categoria professor de Ensino Superior, com jornada de 20 horas semanais, ficou com o terceiro lugar da lista, contabilizando alta de 21,8%. Os profissionais com títulos de doutor receberam no período uma média salarial de R$ 3.035. Já os com especialização e graduação tiveram uma renda de R$ 1.888 e R$ 1.478, respectivamente.

As áreas de engenharia geológica/cartográfica, de minas, de petróleo, óleo e gás, do meio ambiente, de alimentos e a civil também integraram o ranking das profissões com maior aumento salarial.

De acordo com a empresa, essa expansão ocorreu devido ao crescimento econômico e ao aquecimento de setores ligados a infraestrutura nacional. Outro fator apontado foi o fato do Brasil ser sede da Copa do Mundo e das Olimpíadas, o que também reflete em uma procura maior por engenheiros.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.