Tamanho do texto

Segundo especialista, o ideal é evitar discriminação e adotar a mesma política de comemoração para todos os colegas

A cena é comum em muitas empresas: no final do expediente, bolo e refrigerante para comemorar o aniversário de algum funcionário. As formas variam de uma empresa para a outra. Algumas possuem políticas em relação aos eventos sociais, outras deixam com que isso seja decidido de maneira informal pela equipe. Mas uma questão gera muitas dúvidas: devo dar presentes para todos os meus colegas de trabalho?

Bruno Gerbasi / Fotomontagem iG
Empresas possuem políticas diferentes para comemorar o aniversário de seus funcionários

Segundo a consultora de boas maneiras Sofia Rossi, se a pessoa for dar um presente para um dos seus colegas, é interessante que ela dê para todos. “É uma questão de educação. Se der só para um, pode parecer que está ‘puxando o saco’. Se não pode dar para todos, não dê para ninguém.”

Fábio Arruda, consultor de etiqueta, afirma que não há necessidade de chamar a atenção com um presente. “Se você não quer comprar para todo mundo, é só entregar discretamente para essa pessoa que é mais próxima.” Segundo ele, fazer o contrário acaba criando expectativas de que esse é um hábito seu. “No final, pode frustrar aqueles que não receberam nada de você.”

Há também outras formas de parabenizar o colega, como e-mails, cartões e mensagens em redes de relacionamento. “Principalmente em uma empresa maior, a pessoa não pode ser obrigada a dar presentes para todos. Nesses casos, um e-mail é o ideal. Você pode mandar para aqueles que não têm muita ligação e não são da sua área, por exemplo.”

Resolvida essa questão, surge outra dúvida: que presente dar para alguém do trabalho? Sofia aconselha pensar em algo que não seja pessoal. “Roupa íntima, perfume e maquiagem, por exemplo, estão fora de questão.” O ideal é comprar presentes genéricos, como livros, CDs, filmes em DVD. Presentes que forem fáceis de trocar.

Outro ponto fundamental, segundo Sofia, é não dar o famoso vale-presente. “É um total descaso com o aniversariante. Parece que você não liga para aquela pessoa, não faz questão nenhuma.” A consultora afirma que na maioria dos casos uma boa prática, também, é a realização de uma “vaquinha” entre os colegas.

Aniversário do chefe

Chegou aquela data que parece ser uma das mais importantes do ano. O aniversário do seu chefe. Esse dia nunca passa despercebido e todos devem participar, não só da festa, mas comprando presentes também. “Nesse caso, é ideal fazer uma ‘vaquinha’, porque assim os valores dos presentes não ficam muito diferentes. É complicado se um dá alguma coisa mais cara do que o outro”, ressalta Sofia.

Além disso, a consultora aconselha fixar um valor. “Todos devem dar o mesmo valor de dinheiro, desde o cargo mais baixo até o mais alto.” Lembrando sempre que nem todos estão em boas condições financeiras, portanto é importante não colocar um valor muito alto.

Festas de aniversário

Decidida toda a parte pré-aniversário, é hora de planejar a festa. Algumas empresas possuem políticas, nas quais o setor de recursos humanos organiza uma comemoração para os aniversariantes daquele mês.

Há também aquelas em que os próprios funcionários organizam. Nesses casos, é importante lembrar que “se organiza para um, deve organizar para todos”. Sofia destaca que a coletividade é a grande dica. “Todos devem participar e receber as mesmas coisas.”
Segundo Sofia, se a empresa é muito grande, o ideal é planejar uma festa mensal. Mas, se é uma companhia menor, é comum comemorar no próprio dia do aniversário.

Na construtora Sig Engenharia, do Rio de Janeiro, não há uma política padrão. “O chefe de cada setor compra uma torta, que é servida para todos os funcionários”, afirma Teresina Paura Quedevez, assistente de recursos humanos da empresa. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.