Tamanho do texto

Formal ou informal, esse tipo de ferramenta é usada por grandes firmas

Realizado ora de modo formal, ora informal, o feedback ¿ retorno sobre o desempenho ¿  é considerado uma ferramenta importante para que o profissional saiba se está, de fato, dando conta de todas as suas atribuições.

Para William Bull, consultor sênior de capital humano da Mercer, esse mecanismo funciona como uma bússola capaz de orientar comportamentos, clarificar caminhos, melhorar a comunicação e construir relacionamentos baseados em confiança recíproca.

Contudo, só apontar pontos de atenção, e não auxiliar o outro a encontrar maneiras para superar obstáculos e mudar, não contribui muito. Quando se trata do líder, ele tem a obrigação de gerar referências para o liderado e o auxiliar, pessoalmente ou provendo recursos, explica Bull.

Calendário - Como dar esse retorno, no entanto, muda de empresa para empresa. Geralmente, organizações maduras estimulam a sua prática cotidiana, para além da prática formal, que, na maioria das vezes, é anual e vinculada a sistemas formais de gestão de desempenho, de acordo com o consultor.

Na Dell Brasil, por exemplo, há dois momentos em que os gerentes dão feedback a seus subordinados: os oficiais, que são reuniões individuais regulares, nas quais são entregues as avaliações de performance individual; e sempre que for necessário.

Segundo Paulo Amorim, diretor de RH da companhia, a Dell tem um padrão estabelecido apenas para a avaliação de performance, mas todos os gerentes são treinados em uma metodologia para dar feedback. Ainda assim, são incentivados a usarem o que funciona melhor para eles.

Na Serasa Experian também há um misto da forma como esse retorno é dado ao funcionário. Élcio Trajano, gerente responsável pela área de Desenvolvimento Humano da empresa diz que os gerentes são estimulados a criar um plano de desenvolvimento fruto da performance anual.

É possível também dar o feedback informal, mas este não é monitorado. O feedback deve ser estimulado o tempo todo porque é onde a pessoa consegue perceber as oportunidades de crescimento e sair da zona de conforto, diz Trajano.

Estilos - De acordo com Heloísa Gontijo, diretora-executiva da Ricardo Xavier Recursos Humanos, na maioria das vezes, a gerência segue o estilo do profissional para dar esse retorno. Se o profissional é mais formal, o líder também é e vice-versa.

A partir da análise de seu gerente, o profissional saberá onde deve melhorar e, então tomará conhecimento de seus pontos fortes e dos pontos a serem desenvolvidos.

Luana Cristina Paiva, de 30 anos, gerente de vendas de uma empresa nacional, conta que apesar de gostar de conversas sobre o desempenho de uma maneira mais informal, compreende que o feedback agendado é uma ferramenta importante.

Para mim, ter uma data para saber sobre a minha avaliação é mais confortável, mas acho que o chefe não deve esperar esse dia para dizer que algo está saindo do caminho esperado.

Leia também:
- Avaliação da carreira deve ser constante, dizem consultores

- Avaliação de desempenho ajuda a desenvolver competências

- Avaliação 360º alinha os interesses da empresa ao plano de carreira do profissional

Receba as atualizações do iG Empregos

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.