Tamanho do texto

Dentre as companhias consultadas, 10% possuem mães trabalhando em seu quadro de funcionários

O portal especializado em empregos Trabalhando.com realizou uma pesquisa para saber o que pensam as mulheres sobre a relação entre maternidade e carreira.

Das 150 profissionais ouvidas, 43% afirmam não ter nenhuma dificuldade para conciliar as duas atividades, 34% dizem que a maior dificuldade é ter pouco tempo para passar com seus filhos, 12% acreditam sofrer preconceito dos chefes e dos gestores por serem mães, 7% dizem que o afastamento por licença maternidade as deixou desconectadas dos negócios da empresa e 4% afirmam que a dificuldade é não conseguir se focar no trabalho tanto quanto gostariam por causa dos filhos.

A pesquisa também constatou que as empresas mudaram seu olhar sobre o sexo feminino e não deixam de contratar uma funcionária por ela ser ou não mãe.

De acordo com o estudo, 10% das companhias consultadas possuem mães trabalhando atualmente, 20% têm mais de 30% de funcionárias com filhos, 10% têm 20% e os 20% restantes têm menos de 10% funcionárias com filhos.