Tamanho do texto

Provas para agências federais e o INSS são os principais atrativos para o início de 2016; salários chegam a R$ 7,5 mil

Tatiana quer estabilidade e busca entrar para a Agência Nacional de Saúde Suplementar
Divulgação
Tatiana quer estabilidade e busca entrar para a Agência Nacional de Saúde Suplementar

O ano está se encerrando e é hora de traçar as metas a serem alcançadas em 2016. Para quem tiver como objetivo a conquista de uma vaga no serviço público, nada melhor do que definir uma área e começar a direcionar os estudos nas matérias específicas.

Os destaques para o começo ano são os concursos da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), com 34 vagas e prova em 31 de janeiro, e da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), com 102 vagas. O exame será realizado em 21 de fevereiro. Os salários chegam a R$ 5.957, 52.

Além disso, a divulgação do edital do INSS com 950 vagas, que saiu na semana passada, é mais um incentivo aos concurseiros, já que as inscrições vão começar em 4 de janeiro. A prova será realizada em 15 de maio de 2016. Os salários chegam a R$ 7.496,09.

Especialistas lembram ainda que haverá oportunidades não só para concursos nacionais. O Tribunal de Contas do Estado do Rio (TCE), por exemplo, também abrirá vagas.

Para se planejar em 2016, especialistas recomendam se organizar e definir a área para aumentar as chances de passar. Professor do Universo do Concurso, Rodrigo Lelis diz que esse é o caminho para o sucesso na aprovação.

“Primeiro, deve-se definir se é área judiciária, policial, fiscal, bancária e pesquisar a possibilidade da abertura de concursos e se dedicar às matérias básicas da área”, avisa.

Outra dica para quem vai estudar é elaborar planilhas. “Elas são solução para que o candidato se organize melhor quanto ao conteúdo que deve ser estudado e o tempo que precisa dedicar. O ideal é que fique em tamanho ampliado, em local bem visível, para exercer uma pressão e lembrar da necessidade de cumprimento à risca do cronograma”, orienta o professor.

Lelis lembra que a virada do ano é o momento para avaliar erros e acertos relacionados aos estudos. “É importante [ o candidato ] observar se tem seguido estratégia correta de plano de estudos e pensar nas possíveis adaptações”, alerta.

Diretor do site Concurso Virtual, Rodrigo Menezes diz ainda que os concurseiros devem olhar mais à frente para os próximos anos. “Agora, o candidato precisa definir lista de objetivos, traçar metas para os próximos cinco anos. Isso é muito importante”, pontua.

Ele ainda acrescentou que “a primeira coisa que os concurseiros têm de fazer é ver se estão estudando com o material adequado. Avaliar se rendeu sem fazer um curso preparatório. O curso otimiza muito o tempo de estudo da pessoa.”

"Quando não estou trabalhando, estudo"

Aluna do Concurso Virtual, a publicitária Tatiana Carvalho, de 35 anos, que vai concorrer a uma das vagas da ANS, seguirá a cartilha. “Já estudei outras vezes para concurso, mas parei. Agora, estou focada. Quando não estou trabalhando, estudo. E antes de dormir eu escrevo tudo que assimilei durante o dia. Quero a estabilidade do cargo público”, afirma.

“Dificuldades todos temos, mas vale a pena superá-las”, diz Claudia Jones, jornalista do site qconcursos.com.

Fonte/O Dia: Concurseiros devem traçar metas para o ano novo

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.