Tamanho do texto

Prashant Raizada atuou no mercado da engenharia por dez anos, mas revelou nunca ter se sentido plenamente satisfeito

Prashant Raizada deixou de lado a carreira como engenheiro para se dedicar à educação
Reprodução/Facebook
Prashant Raizada deixou de lado a carreira como engenheiro para se dedicar à educação

A formação em engenharia não afastou o indiano Prashant Raizada de seu maior sonho: se tornar um educador para transformar vidas.

Com o exemplo do pai, que saiu de uma família pobre e construiu uma carreira promissora, ele se mudou para Londres a fim de investir na profissão e, após se consolidar na área, largou tudo para criar a escola de idiomas online EnglishUp, que estreia hoje parceira com o iG .

"Meu pai veio de uma família muito pobre e conseguiu nos dar uma vida confortável com seus valores e trabalho duro. Tudo o que aprendi na infância é que só os estudos podem mudar a vida das pessoas. E eu sempre quis mudar vidas", afirma.

Formado pelo Indian Institute of Technology, Raizada atuou no mercado de engenharia por dez anos, de 2000 a 2010, mas revelou nunca ter se sentido plenamente satisfeito com a profissão. Ele viu, no mercado de escolas de inglês, a oportunidade de sua vida. Explica que a ideia surgiu após uma de suas visitas à Índia, quando notou a importância do idioma na vida da população e, de volta à Inglaterra, as necessidades dos estrangeiros que chegavam ao país sem dominar o idioma.

Após criar a escola em 2010 na Inglaterra, o CEO explica que a EnglishUp começou como um espaço para ensinar vários idiomas antes de se tornar uma escola de inglês online e ser expandida para a Índia. Depois, a rede iniciou parceria com o Grupo Macmillan, que opera em mais de 50 países ao redor do mundo. 

"Minha intenção nunca foi trabalhar em uma empresa grande e ficar rico. Isso não me motivava. O que eu queria mesmo era mudar a vida das pessoas. E o que me aproxima desse objetivo é a educação."

A vontade de educar surgiu na vida do indiano ainda na infância. Depois da escola, o atual CEO ensinava cálculo e inglês às crianças pobres da região onde morava. Uma delas "se tornou engenheiro e mantém contato comigo até hoje". "Mudei a vida daquele menino", lembra, orgulhoso.

No Brasil para acompanhar de perto o desenvolvimento da empresa, Raizada afirma se sentir em casa e acredita que indianos e brasileiros têm muita coisa em comum, com exceção da importância que dedicam ao conhecimento educacional.

"As pessoas aqui são tão amigáveis e receptivas quanto na Índia. Me fazem sentir em casa. Mas não se deram conta ainda da importância que a educação tem na vida das pessoas. Essa noção tem mudado a vida da Índia", avalia.

Clique e conheça o iG Inglês

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.