Publicidade
Publicidade - Super banner
Carreira
enhanced by Google

Pedir aumento ao chefe dá certo em 70% dos casos, mostra pesquisa

Ainda assim, levantamento aponta que o brasileiro tem receio de abordar o assunto – 46% nunca pediram aumento salarial

Valor Online |

Valor Online

Negociar o salário com o chefe resulta em um aumento na remuneração na maioria das vezes, mas ainda é um assunto que boa parte dos brasileiros gostaria de evitar. É o que indica uma pesquisa da Robert Half com 764 profissionais de diversos níveis. Segundo o levantamento, 46% nunca pediram aumento salarial à empresa onde trabalham.

Leia mais:  Orçamento da União prevê mínimo de R$ 670,95

Entre os que já arriscaram, a maioria recebeu boas notícias: 70% conseguiram algum tipo de aumento. Entre esses, 32% receberam o valor pedido, 26% conquistaram um valor menor do que o solicitado e 10% conseguiram mais do que o esperado.

“Ainda existe o tabu de que negociar salário pode passar uma imagem negativa”, diz Mário Custódio, gerente de recrutamento da consultoria. “Desde que o profissional tenha argumentos, resultados consistentes e comprove a sua evolução não há problema em abordar o tema com seu gestor direto”.

Segundo a pesquisa, quase 40% dos profissionais têm planos de pedir um aumento em 2012. A estratégia de 47% desses é abordar o chefe após um projeto bem-sucedido.

Leia mais: Ganhos acima da inflação envolvem 97% negociações de salários, aponta Dieese


Leia tudo sobre: saláriovida profissionalrobert halfpesquisareajuste

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG