Tamanho do texto

Um cargueiro com uma tripulação de 32 marinheiros chineses escapou de um ataque executado por quatro navios de piratas nas costas da Somália, no Golfo de Aden, anunciou a agência oficial Xinhua (Nova China).

O ataque aconteceu na segunda-feira, quando o cargueiro, com bandeira de Serra Leoa, seguia para Djibuti, segundo a agência.

O incidente aconteceu pouco antes da chegada de três navios - dois destróieres e um barco de abastecimento - da Marinha de guerra chinesa, em uma missão histórica de "escolta antipirataria".

frb/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.