Tamanho do texto

São Paulo, 11 - A moagem de cana-de-açúcar no Centro-Sul do País totalizou 30,56 milhões de toneladas na segunda quinzena de abril, crescimento de 14,47% em relação aos 26,70 milhões processados no mesmo período da safra anterior, de acordo com a Unica. No acumulado desde o início da safra 2010/2011, a moagem atingiu 58,08 milhões de toneladas, contra 43,93 milhões de toneladas da safra 2009/2010 no mesmo período.

São Paulo, 11 - A moagem de cana-de-açúcar no Centro-Sul do País totalizou 30,56 milhões de toneladas na segunda quinzena de abril, crescimento de 14,47% em relação aos 26,70 milhões processados no mesmo período da safra anterior, de acordo com a Unica. No acumulado desde o início da safra 2010/2011, a moagem atingiu 58,08 milhões de toneladas, contra 43,93 milhões de toneladas da safra 2009/2010 no mesmo período. "Ainda é cedo para traçarmos um panorama preciso para esta safra. No ano passado também observamos boas condições para a colheita no início da safra, mas a partir de julho as chuvas vieram de forma intensa, reduzindo significativamente a moagem e a qualidade da cana processada," disse Antonio Pádua Rodrigues, diretor-técnico da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica). A quantidade de Açúcares Totais Recuperáveis (ATR) por tonelada de cana na segunda quinzena de abril ficou em 121,38 kg de ATR/t de cana, cifra superior a observada no mesmo período de 2009 (113,83 kg de ATR). No acumulado desde o início da moagem da safra 2010/2011, a concentração de ATR ficou em 113,23 kg de ATR por tonelada de cana, contra 111,10 obtidos na safra anterior. <b> Mix </b> - Do total de cana processada do início da safra até o dia 1º de maio, 40,31% foi destinada à produção de açúcar e 59,69% ao etanol. Na segunda quinzena de abril, a proporção da cana destinada à produção de açúcar alcançou 42,60%. De acordo com Antonio de Padua Rodrigues, "as unidades produtoras fizeram um esforço para priorizar a produção de açúcar nesse início de safra e atender os contratos que não puderam ser cumpridos no ano passado, em função da enorme frustração de safra que aconteceu devido às chuvas". Esse esforço não deve ser mantido nos demais meses da safra, quando os contratos renegociados no último ano já tiverem sido finalizados, conclui o executivo. Na segunda quinzena de abril, a produção de açúcar totalizou 1,51 milhão de toneladas, e a de etanol 1,25 bilhão de litros, sendo 303,50 milhões de etanol anidro e 942,40 milhões de hidratado. No acumulado desde o início da safra, a produção de açúcar chegou a 1,85 milhão de toneladas. A produção de etanol, por sua vez, alcançou 2,30 bilhões de litros, sendo 452,10 milhões de etanol anidro e 1,85 bilhão de etanol hidratado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.