Tamanho do texto

O plenário da Câmara dos Deputados aprovou hoje pedido da Frente Parlamentar do Café (FPC) de crédito suplementar para a Agricultura no valor de R$ 782 milhões para ser usado ainda em 2009. Esses recursos serão destinados à Política de Garantia de Preço Mínimo do governo federal e para formação de estoques de milho, café e arroz.

Do valor total, R$ 400 milhões são originários de uma mudança de rubrica do Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé). Os R$ 381 milhões restantes são provenientes de superávit orçamentário, segundo o deputado Carlos Meles (DEM-MG). Ele esteve nesta tarde no Ministério da Agricultura para informar a decisão. De acordo com o parlamentar, o maior volume de recursos irá para o café, mas o destino ainda não está discriminado. "Esperamos até que o governo não precise usar esses recursos, pois contamos com aumento dos preços até lá", considerou o deputado. Meles disse que a Câmara aprovou também R$ 90 milhões para o seguro rural.

A suplementação orçamentária total era de R$ 35,8 bilhões para 2009. De acordo com uma fonte da Agricultura, o volume foi obtido depois de um trabalho extenso de técnicos do ministério e de lideranças rurais. "Com este dinheiro, acabaram os problemas", comentou a fonte. Nos últimos dias, apesar dos pedidos de vários setores agrícolas por mais leilões, a resposta da Agricultura foi sempre negativa, alegando que não havia mais dinheiro para tal.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.