Tamanho do texto

Se conseguir dinheiro nos bancos é difícil - e muitas vezes impossível - para o micro e pequeno empresário, a solução é buscar alternativas. Uma das opções que promete oferecer crédito com acesso facilitado provém de um termo de cooperação técnica firmado entre a Caixa Econômica Federal e o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) em junho deste ano.

A Caixa vai se utilizar do alcance do Sebrae para se aproximar dos empreendedores e oferecer, além do crédito, orientações para o bom uso do dinheiro. A parceria vai diminuir a exigência de garantias por parte do banco, já que o Sebrae possui um Fundo de Aval para garantir a idoneidade e o pagamento do empréstimo por parte das MPEs.

Entretanto, embora a Caixa tenha anunciado que, com essa linha, o total disponível para financiamento para os pequenos empresários será de R$ 40 bilhões até o fim do ano, essa modalidade ainda não está disponível nas agências.

Atualmente, para as MPEs, a linha mais acessível, na Caixa, é a Proger Investimentos, que financia até R$ 400 mil, em 48 meses (com seis meses de carência) e cobra juros de 5% ao ano. Mas o banco exige como garantia o aval dos sócios, o seguro de crédito obrigatório e a alienação dos bens financiáveis.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.