Tamanho do texto

A Caixa Econômica Federal, por meio da Caixa Participações S.A.

(CaixaPar), irá pagar R$ 739,272 milhões para ter participação de 35,54% no Banco Panamericano. O acordo entre as duas instituições foi assinado no final da tarde de hoje, em São Paulo. A Caixa ficará com 49% das ações ordinárias do Panamericano e 20,69% dos papéis preferenciais, totalizando 35% do capital social total. No último dia 26, o banco, pertencente ao Grupo Silvio Santos, confirmou que estava em negociação com a CaixaPar.

A CaixaPar terá direito ao mesmo número de integrantes no Conselho de Administração que os atuais controladores (Grupo Silvio Santos). A presidência do conselho será alternada anualmente entre CaixaPar e a holding. Em comunicado, as duas empresas informam que a aprovação do negócio ainda depende do Banco Central.

No acordo, está prevista a comercialização conjunta de produtos e serviços entre as duas instituições. A Caixa tem interesse em ampliar a sua atuação na baixa renda, no financiamento de veículos e operações de leasing. Além disso, o banco federal espera elevar a distribuição de produtos como conta corrente, cheque especial e cartões de crédito, entre outros.

Para o presidente do Grupo Silvio Santos, Luiz Sebastião Sandoval, a parceria atende ao objetivo dos dois grupos. "Isso cria uma sinergia muito grande, que irá facilitar a distribuição dos produtos de ambas as instituições", disse, em nota.

Essa é a primeira aquisição da CaixaPar, empresa criada em abril deste ano e que recebeu R$ 3 bilhões para a composição de seu patrimônio.

Hoje a ação preferencial (PN) do Panamericano fechou estável na Bolsa de Valores de São Paulo, cotada a R$ 8,65. Em um mês, o papel acumulou alta de 32,06% e, no ano, de 256,43%.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas