Tamanho do texto

Washington, 9 out (EFE) - O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, receberá no sábado na Casa Branca os ministros de Finanças do Grupo dos Sete (G7, sete nações mais industrializadas do mundo) para falar sobre a crise financeira global, informou hoje a Casa Branca.

"O presidente terá a oportunidade de ouvir diretamente dos ministros de Finanças sobre como a crise financeira afeta suas respectivas economias", disse a porta-voz presidencial Dana Perino.

O G7 é formado por Canadá, França, Alemanha, Itália, Japão, Reino Unido e Estados Unidos.

Os ministros, que participam esta semana nas reuniões de outono (hemisfério norte) do Fundo Monetário Internacional (FMI) e do Banco Mundial (BM), informarão a Bush "das medidas que tomam para enfrentar os problemas, tanto de maneira individual como coletiva", acrescentou a porta-voz.

O secretário do Tesouro americano, Henry Paulson, anunciou na quarta-feira que, além das reuniões regulares do G7 durante o fim de semana, haverá um encontro dos ministros de Finanças e presidentes de bancos centrais do Grupo dos Vinte (G20).

O G20 é formado por Brasil, Argentina, Austrália, Canadá, China, França, Alemanha, Índia, Indonésia, Itália, Japão, México, Rússia, Arábia Saudita, África do Sul, Coréia do Sul, Turquia, Reino Unido, Estados Unidos e União Européia.

"O presidente (Bush) destacará a importância de que as nações trabalhem de maneira coordenada para fazer frente à crise", disse Perino.

Da reunião participarão o diretor-gerente do FMI, Dominique Strauss Kahn, e o presidente do Banco Mundial, Robert Zoellick. EFE jab/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.