Tamanho do texto

MANCHESTER, Inglaterra (Reuters) - O primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, disse neste sábado que está pressionando os Estados Unidos para ajudar a conseguir 8 bilhões de dólares do falido banco de investimentos Lehman Brothers para seus funcionários na Grã-Bretanha. Administradores que estavam lidando com os negócios do Lehman na Europa questionaram por que 8 bilhões de dólares foram transferidos para Nova York logo antes de o banco entrar em colapso. Há medo entre os 4,5 mil funcionários do Lehman em Londres de que eles podem não receber seus pacotes de pagamentos finais.

'Nós estamos questionando e trabalhando com o governo norte-americano para conseguir aquele dinheiro de volta para pagar salários, não para financiadores de grande porte, mas para funcionários de limpeza e operadores de computadores que, de outra forma, terão seu dinheiro negado', Brown disse a delegados durante a conferência anual do Partido Trabalhista.

Brown também disse que visitará os EUA na quarta-feira para se encontrar com financiadores e autoridades globais para discutir a crise nos mercados financeiros. Ele também falará com os governos da França, Alemanha, Itália e Índia para juntar apoio a uma agência reguladora financeira internacional.

(Reportagem de Matt Falloon e Sumeet Desai)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.