Tamanho do texto

Londres, 10 set (EFE) - O primeiro-ministro do Reino Unido, Gordon Brown, e o chefe do Governo italiano, Silvio Berlusconi, concordaram hoje em aumentar a cooperação bilateral em matéria de energia nuclear, além de impulsionar medidas conjuntas na Europa para enfrentar a crise econômica.

Em entrevista coletiva ao fim de uma reunião em Londres, Brown e Berlusconi anunciaram o compromisso em colaborar em questões de imigração e no seio do Grupo dos Oito (G8, sete nações mais industrializadas do mundo e a Rússia), cuja próxima cúpula será presidida pela Itália.

Brown afirmou que cada vez mais países optam pela energia nuclear como alternativa ao combustível fóssil, cujo preço vai aumentando e, além disso, prejudica o meio ambiente.

Berlusconi, cuja tentativa de promover esse tipo de energia no país se deparou com a oposição dos Verdes, expressou hoje o desejo de que haja "uma política nuclear comum para a Europa".

Quanto "aos problemas econômicos globais", nas palavras de Brown, os dois governantes concordaram em impulsionar "reformas" na União Européia (UE), para ajudar sobretudo as pequenas e médias empresas.

Sobre a análise da UE de que as principais economias européias, entre elas o Reino Unido, experimentarão este ano uma recessão, Brown insistiu em que o Reino Unido está bem situada para superar o transe.

"Estamos mais bem situados que em retrocessos anteriores", disse o chefe do Governo britânico.

Ele disse que, ao contrário dos anos 1990, quando o país sumiu em uma grave crise, os interesses se mantêm baixos, o nível de emprego é alto e, por o Estado ter uma dívida baixa, pode "pedir mais empréstimos neste período de dificuldade para seguir com os investimentos públicos, o que é um incentivo para a economia". EFE jm/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.