Tamanho do texto

Londres, 1 dez (EFE).- O preço do barril do Brent subiu hoje 1,12% na Bolsa Intercontinental de Futuros (ICE Futures) de Londres, e fecha a US$ 79,35, ao diminuir os temores sobre os problemas da dívida de Dubai e após serem divulgados dados manufatureiros positivos dos Estados Unidos.

O barril do Brent, de referência na Europa, para entrega em janeiro fechou em Londres com uma alta de US$ 0,88 a respeito do pregão anterior, quando fechou a US$ 78,47.

A commodity registrou hoje um significativo avanço devido à diminuição, segundo os analistas, da inquietação dos operadores sobre a solidez econômica de Dubai.

Os Emirados Árabes Unidos fizeram soar os alarmes das bolsas de valores ao anunciar, na semana passada, que não garante o pagamento das dívidas de seu braço de investimentos Dubai World.

O petróleo também subiu devido aos números da atividade manufatureira nos EUA, que cresceu em novembro pelo quarto mês consecutivo, mas a um ritmo um pouco menor que em outubro, segundo a informação do Instituto de Gestão de Fornecimento (ISM, em inglês).

Esse dado aumentou a esperança dos investidores sobre a recuperação da economia do país americano, principal consumidor energético do mundo.

Outro fator que contribuiu para a alta do petróleo foi a captura pelo Irã, um dos grandes exportadores de petróleo, de cinco britânicos que navegavam em uma embarcação e que teriam entrado em águas territoriais iranianas.

O Irã, segundo maior produtor da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), disse que não espera nenhum aumento da produção do cartel em sua reunião de 22 de dezembro.

Em novembro, o presidente da Opep, o ministro do Petróleo angolano, José María Botelho de Vasconcelos, disse que é satisfatório um preço do barril de petróleo entre US$ 75 e US$ 80.

Espera-se que alguns membros da organização petrolífera, como a Venezuela, anunciem em breve seu desejo de manter o atual nível de produção do cartel, fixado em 24,84 milhões de barris diários desde janeiro. EFE pa/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.