Tamanho do texto

Fernando Pimentel viaja ainda nesta terça-feira ao México para renegociar acordo automotivo

selo

O governo brasileiro pretende concluir amanhã a renegociação do acordo automotivo entre Brasil e México. O ministro viaja ainda nesta terça-feira ao México acompanhado do ministro Fernando Pimentel para discutir o assunto . "Esperamos concluir amanhã", disse ele em entrevista coletiva concedida na capital paulista em reunião com seu colega argentino, Héctor Timerman.

Leia também: Brasil pede que México limite exportação de veículos

O Brasil ameaça denunciar o acordo existente entre os dois países caso o México não aceite r enegociar os termos do acordo . Nos últimos meses, as importações de veículos mexicanos pelo Brasil cresceram de forma intensa. Isso porque o acordo permite que os carros mexicanos entrem no Brasil sem pagar imposto de importação e com a mesma alíquota de IPI de veículos nacionais.

A avaliação do Itamaraty é de que quanto mais tempo o Brasil demorar para renegociar o acordo mais as importações devem crescer. Segundo o Ministério, as importações de veículos mexicanos aumentaram mais de 200% nos meses de janeiro e fevereiro. Na hipótese de o Brasil romper o acordo, o prazo de vigência permanecerá por mais catorze meses.

Leia também: Brasil aguarda posição mexicana sobre acordo automotivo

A proposta brasileira é estabelecer uma restrição quantitativa para a entrada no Brasil de veículos produzidos no México. O valor máximo anual seria de US$ 1,4 bilhão ao ano. O Brasil também reivindica a entrada de caminhões e ônibus no acordo, além do aumento do conteúdo local dos veículos produzidos no México.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.