Tamanho do texto

Medida funcionará como um projeto piloto até dezembro de 2012, tendo seu impacto acompanhado pelo governo

Uma das medidas incluídas na nova política industrial "Plano Brasil Maior", lançada pelo governo federal hoje em Brasília, reduz a zero a alíquota previdenciária de 20% de setores sensíveis ao câmbio e à concorrência internacional, e intensivos em mão de obra. Dentre os setores destacados estão confecções, calçados, móveis e softwares.

De acordo com nota divulgada pelo Mdic, será cobrada uma contrapartida a partir de 1,5% sobre o faturamento das empresas, de acordo com o setor. A nota destaca ainda que o Tesouro Nacional vai subsidiar esta desoneração: "a medida provisória garante que o Tesouro Nacional arcará com a diferença para cobrir a eventual perda de arrecadação da previdência social".

A medida funcionará como um projeto piloto, até dezembro de 2012, sendo que seu impacto será acompanhado por uma comissão formada pelo governo, setor produtivo e sociedade civil.