Tamanho do texto

Segundo o ministro, piora na percepção do mercado "reflete o enfraquecimento dos EUA e a situação europeia que não está resolvida"

selo

Ministro da Fazenda, Guido Mantega
AE
Ministro da Fazenda, Guido Mantega
Com o agravamento do quadro internacional, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse nesta quinta-feira que o País está preparado para enfrentar o problema com o mínimo de danos para a economia brasileira. "Houve um agravamento da situação internacional que tem atingido as bolsas no mundo todo e aqui também no Brasil, e isso reflete o enfraquecimento dos EUA e a situação europeia que não está resolvida. Eu espero que não continue esse agravamento", avaliou o ministro, em rápida entrevista na portaria do Ministério da Fazenda, antes de embarcar para o Peru.

Segundo Mantega, o Brasil nunca esteve tão bem e tão preparado para enfrentar as consequências de uma nova crise. "Nós não só temos mais reservas, como temos os mecanismos, os instrumentos que criamos na crise de 2008 e que poderão ser implementados a qualquer momento", afirmou. O ministro disse que o governo tem de ficar alerta e olhar as consequências desse quadro internacional na economia. Mantega disse que não acredita no overshooting do dólar, mas espera um "movimento relativo" da moeda.

Veja também:

- Mercados se estressam e Ibovespa despenca 5,2%

- Barroso alerta para contágio da crise e pede ampliação do fundo de resgate

- Tombini descarta formação de bolha de crédito no Brasil

- Brasil tem que se defender com cordão de isolamento, diz Mantega

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas