Tamanho do texto

Pequim, 25 out (EFE).- Para atrair mais turistas da China, dobrando o número de visitantes oriundos do país asiático na próxima década, representantes do setor turístico brasileiro apostam na realização da Copa do Mundo de 2014 e dos Jogos Olímpicos de 2016.

Para atrair mais turistas da China, dobrando o número de visitantes oriundos do país asiático na próxima década, representantes do setor turístico brasileiro apostam na realização da Copa do Mundo de 2014 e dos Jogos Olímpicos de 2016.

O diretor do Escritório de Promoção Turística do Mercosul no Japão, Laércio Branco, que está em Pequim para um encontro com operadores de turismo locais nesta segunda-feira, disse que as perspectivas de chegar a um bom resultado são boas.

"O potencial na China é enorme, cresce cerca de 10% ao ano. Em 2009, aproximadamente 30 mil chineses visitaram o Brasil. Acreditamos que há margem para dobrar o número de visitantes durante a Copa do Mundo", destacou.

O objetivo do Brasil com a reunião com os operadores, segundo Branco, é promover cinco áreas do turismo: "praia, ecoturismo, cultura, esporte e de negócios". Branco afirmou que a estratégia para conquistar o mercado chinês deve ser diferente da utilizada para EUA e Europa, pois a maioria dos chineses que desembarca no Brasil vem a negócios (70%).

O representante brasileiro ressaltou que, apesar da dificuldade de unir Brasil e China por via aérea (devido à grande distância), há boas conexões e escalas na Europa, no Oriente Médio e nos EUA. O turista chinês que o Brasil procura, ressaltou, são "clientes de mais recursos que já viajaram aos EUA e Europa e estão buscando um destino diferente".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.