Tamanho do texto

A eleição nos Estados Unidos aflorou no mercado financeiro um sentimento de otimismo porque a passagem do pleito elimina uma das atuais fontes de incerteza dos investidores e permite que as atenções se voltem à economia. A queda no custo dos empréstimos interbancários e os esforços do governo americano para auxiliar as instituições financeiras ampararam firmes altas nas bolsas.

Na Europa, os principais índices de ações subiram pelo 6º dia seguido, com expectativas de cortes de juros pelo BCE e Banco da Inglaterra amanhã. Em Nova York, o Dow Jones subiu 3,28%; o S&P500, 4,08%; e o Nasdaq, +3,12%. A Bovespa disparou 5,24%, aos 40.254,80 pontos, em meio ao salto de 10,36% do petróleo dezembro em Nova York para US$ 70,53 por barril. O dólar caiu 2,67%, a R$ 2,111 no balcão. E o juro de janeiro de 2010 recuou a 15,31%.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.