Tamanho do texto

O Ibovespa, principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), fechou em alta de 0,30% nesta quarta-feira, aos 68.614 pontos, renovando o recorde da última terça-feira, no maior patamar dos últimos 17 meses. Durante a sessão, o índice chegou a ultrapar os 69 mil pontos, mas recuou durante a tarde. O giro financeiro foi de R$ 6,782 bilhões.

Dólar

O dólar encerrou a quarta-feira estável frente ao real, com um leve fluxo positivo sendo contrabalançado pela cautela no exterior com a divulgação de números sobre o mercado de trabalho dos Estados Unidos.

Segundo profissionais do mercado, a expectativa de investidores sobre eventuais medidas do governo visando conter a valorização do real tem ajudado a travar as cotações.

A moeda norte-americana terminou a R$ 1,723 na venda, mesma cotação do fechamento anterior, depois de oscilar entre alta de 0,12% e recuo de 0,29%.

Na véspera, o dólar exibiu a maior queda diária em pouco mais de cinco meses.

"O que a gente viu foi um movimento de 'gangorra'. O fluxo (positivo) esteve mais fraco hoje e o mercado lá fora acentuou o tom negativo no final da tarde", disse Marcos Forgione, operador de câmbio da B&T Corretora de Câmbio.

Bolsas europeias

As principais bolsas europeias fecharam em alta, com os índices de ações sustentando os ganhos depois de terem recuado das máximas na última meia hora de sessão. O aumento bem acima do esperado nos estoques comerciais norte-americanos de petróleo bruto geraram preocupações de que a recuperação econômica pode estar perdendo ritmo.

A fraqueza do euro também reforçou o nervosismo. Em Londres, o índice FT-100 subiu 15,22 pontos (0,29%) e fechou com 5.327,39 pontos; em Paris, o índice CAC-40 avançou 20,18 pontos (0,53%) e fechou com 3.795,92 pontos; em Frankfurt, o índice Dax-30 subiu 5,07 pontos (0,09%) e fechou com 5.781,68 pontos.

Em Londres, os estrategistas do Morgan Stanley mostraram-se otimistas em relação aos mercados de ações em 2010. "Estamos otimistas sobre o crescimento no próximo ano e, embora existam preocupações sobre a perspectiva, o mercado pode subir um pouco mais", disse Teun Draaisma, estrategista de ações europeias.

Bolsas asiáticas

As bolsas asiáticas seguiram em elevação nesta quarta-feira. O noticiário favorável que veio do Oriente Médio, com a redução dos temores sobre a crise de débito do Dubai World, e dos Estados Unidos, com os bons resultados em Wall Street, manteve o otimismo dos investidores.

(Com Agências)

Leia mais sobre: mercados

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.