Tamanho do texto

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) abriu em baixa hoje e projeta uma realização de lucros, tendo como mote principal a devolução de parte dos ganhos das matérias-primas no mercado de commodities na esteira da alta do dólar ante outras moedas. Às 11h08, o índice Bovespa (Ibovespa) caía 0,34%, aos 66.

457 pontos, no mesmo ritmo dos índices futuros de Nova York, que operavam em baixa. Essa correção de preços é vista com naturalidade pelos especialistas, pois com a alta de ontem de 1,99% a Bolsa brasileira carrega ganho de 77,44% no ano e de 8,26% no mês.

Décio Pecequilo, da TOV Corretora, destaca que as correções de preços na Bolsa ultimamente têm aberto espaço para novas compras, apoiadas na evolução positiva dos fundamentos domésticos. Essa realização pode ser inclusive absorvida durante o dia, se o mercado gostar dos indicadores que serão divulgados nos Estados Unidos. O destaque é o dado de produção industrial de outubro, que deve desacelerar em relação ao ritmo dos dois meses anteriores, mas mostrar avanço na taxa de utilização da capacidade instalada.

A troca do diretor de política monetária do Banco Central (BC) - saiu Mário Torós e entrou Aldo Luiz Mendes, ex vice-presidente de Finanças, Mercado de Capitais e Relações com Investidores do Banco do Brasil - deve ter o efeito restrito ao mercado de juros. Na Bolsa, o impacto dessa mudança tende a ser neutro.

Além do declínio nos preços dos metais e do petróleo, o ajuste negativo hoje estaria sendo influenciado também pela notícia de que o Soros Fund Management, o fundo hedge (proteção) do megainvestidor George Soros, reduziu sua exposição as ações da Petrobras pelo segundo trimestre seguido, segundo informe enviado à comissão norte-americana que lida com valores mobiliários (SEC, na sigla em inglês). De acordo com o informe, o fundo tinha 7,4 milhões de ações da Petrobras em 30 de setembro, ante 9,8 milhões de ações em 30 de junho.

Ontem à noite, a estatal anunciou a descoberta de óleo leve no campo de Marimbá, na Bacia de Campos. O volume recuperável de óleo é estimado em 25 milhões de barris. Segundo a empresa, a nova descoberta aumentará em 27% o volume recuperável do campo de Marimbá. Hoje, a Petrobras promove duas teleconferências (em português e inglês) para comentar os resultados do balanço do terceiro trimestre, com o diretor-financeiro e de relações com investidores, Almir Guilherme Barbassa.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.