Tamanho do texto

As queixas em relação a irregularidades em bombas de combustível, feitas em contato com o Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo (Ipem-SP), tiveram aumento de 37% de 2008 para 2009 e lideraram, pelo segundo ano consecutivo, o ranking de reclamações do Instituto. De janeiro a dezembro de 2009, o Ipem recebeu 1.

728 reclamações sobre produtos, instrumentos e serviços do Estado. O que resultaram em 406 reprovações e 314 autuações. A maior incidência de autuação foi a do peixe congelado, o que representa 60% das queixas. Em segundo lugar, ficou o pão de sal, com 52,6%.

O destaque foram as bombas de gás GNV, que tiveram aumento de 100% nas reclamações, em relação a 2008. Também aumentaram as queixas registradas contra oficinas de manutenção (64%).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.