Tamanho do texto

Os principais índices de ações da Europa fecharam em ligeira alta, virando para o lado positivo na esteira dos ganhos em Wall Street após a abertura da sessão em Nova York.O forte tom da abertura dos mercados norte-americanos de ações ajudou os operadores europeus a deixarem de lado a precaução com os detalhes do pacote de ajuda financeira da União Europeia (UE) e do Fundo Monetário Internacional (FMI) à Grécia, divulgados durante o fim de semana.

Os principais índices de ações da Europa fecharam em ligeira alta, virando para o lado positivo na esteira dos ganhos em Wall Street após a abertura da sessão em Nova York.

O forte tom da abertura dos mercados norte-americanos de ações ajudou os operadores europeus a deixarem de lado a precaução com os detalhes do pacote de ajuda financeira da União Europeia (UE) e do Fundo Monetário Internacional (FMI) à Grécia, divulgados durante o fim de semana.

Na Bolsa de Valores de Frankfurt, o índice Dax avançou 31,22 pontos, ou 0,51%, fechando o pregão em 6.166,92 pontos. Em Paris, o índice CAC-40 subiu 11,47 pontos, ou 0,30%, encerrando a sessão em 3.828,46 pontos. Não houve pregão em Londres por conta de um feriado bancário. Por sua vez, o índice pan-europeu Stoxx 600 fechou em alta de 0,3%, em 260,56 pontos, anulando as perdas iniciais.

Em Oslo, as ações da Norsk Hydro subiram 2,6% depois de a companhia norueguesa ter decidido comprar os ativos de alumínio da Vale em um acordo de US$ 4,9 bilhões.

As ações norte-americanas abriram em alta nesta segunda-feira, incentivadas pelo anúncio de um acordo de fusão entre a United Airlines (UAL) e a Continental Airlines que resultará na criação da maior companhia aérea do mundo em termos de receita.

Os papéis europeus acompanharam os ganhos depois de novos indicadores terem revelado que a atividade industrial voltou a melhorar em abril nos Estados Unidos, alcançando o nível mais elevado desde junho de 2004. O índice ISM de atividade industrial passou de 59,6 em março para 60,4 em abril, acima da previsão de 60,1.

A Grécia aceitou, no domingo, aderir a estritas medidas de austeridade fiscal em troca de um pacote de 110 bilhões de euros oferecido por seus sócios na UE e pelo FMI. Pelo plano, Atenas terá de reduzir seu déficit orçamentário a menos de 3% do produto interno bruto (PIB) até 2014. No ano passado, o déficit alcançou 13,6% do PIB.

Os Parlamentos da Alemanha e de diversos outros países da zona do euro votarão o pacote de ajuda ainda esta semana. Hoje, o Banco Central Europeu (BCE) decidiu suspender o limite mínimo de rating de crédito para aceitar como garantia a dívida soberana da Grécia nos empréstimos.

Na Bolsa de Madri, o índice Ibex-35 fechou em queda de 0,66%, em 10.422,80 pontos; em Lisboa, o índice PSI-20 ficou estável em 7.409,69 pontos; em Atenas, o índice composto ASE recuou 0,88%, encerrando o pregão em 1.853,55 pontos. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.