Tamanho do texto

A Bolsas europeias registravam baixas na manhã desta segunda-feira, depois que as principais praças asiáticas fecharam com fortes quedas, em um mercado especialmente atento aos valores financeiros.

O índice Footsie 100 de Londres perdia 0,75%, a 3.504,10 pontos. Mais cedo chegou 3.487,13 unidades, o menor valor desde 14 de março de 2003.

O Dax de Frankfurt retrocedia 0,39%, enquanto a queda em Paris era mais forte, de -1,97%.

Na ausência de outros indicadores, a tendência das Bolsas é dominada pelos movimentos do setor bancário.

Assim, Hong Kong fechou em forte baixa de 4,8%, arrastada pelos resultados ruins do gigante bancário HSBC, cujas ações registraram desvalorização de 24%.

O índice Nikkei da Bolsa de Tóquio encerrou a segunda-feira em baixa de 1,21%, no menor nível ao fim de um dia em 26 anos, após o anúncio de novos indicadores negativos para a economia japonesa.

O Nikkei 225 perdeu 87,97 pontos, a 7.086,03 unidades, o menor nível desde 6 de outubro de 1982.

Depois de registrar alta no início da sessão graças às compras de ações a baixo preço, o mercado nipônico voltou a cair após o anúncio de um déficit corrente de 172,8 bilhões de ienes (1,8 bilhão de dólares) em janeiro no Japão, o primeiro em 13 anos e o maior da história de uma economia habituada a produzir excedentes correntes recorde.

Também fecharam em queda Xangai (-3,39%) e Taipé (-0,55%).

Seul (+1,58%) e Sydney (+0,3%) fecharam em alta.

burs-acc/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.