Tamanho do texto

Os principais índices do mercado de ações dos EUA operam em alta, impulsionados por indicadores mais fortes que o previsto sobre o mercado imobiliário norte-americano e pelo enfraquecimento das preocupações com a dívida do emirado de Dubai. Às 18h21 (de Brasília), o Dow Jones subia 1,36%, para 10.

486 pontos - acima da atual máxima de fechamento do ano, de 10.464,40 pontos. O Nasdaq ganhava 1,60%, para 2.178 pontos, enquanto o S&P 500 tinha alta de 1,33%, para 1.110 pontos.

Embora os problemas com a dívida da estatal Dubai World, revelados na semana passada, tenham servido como um lembrete de que ainda há riscos no sistema financeiro mundial, a atenção dos operadores voltou a se concentrar na economia norte-americana. A maior parte dos participantes do mercado acredita que há uma recuperação em andamento.

"Passamos por cima da notícia de Dubai e seguimos na direção que aparentemente impunha menos obstáculos, a de alta", disse Peter McCorry, operador da Keefe, Bruyette & Woods.

Dados divulgados no início da tarde mostraram um aumento de 3,7% nas vendas pendentes de imóveis dos EUA em outubro e revelaram que os gastos dos norte-americanos com construção ficaram estáveis durante o mesmo período, ante estimativa de queda de 0,5%.

Os indicadores ofuscaram um aumento menor que o previsto na atividade do setor industrial norte-americano em outubro e um relatório do JPMorgan Chase em que o banco reduz suas previsões para o lucro de algumas grandes instituições financeiras dos EUA. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.