Tamanho do texto

O índice Dow Jones da Bolsa de Valores de Nova York (Nyse, na sigla em inglês) fechou em baixa, o S&P-500 ficou quase estável e o Nasdaq obteve um modesto ganho ao final de uma sessão em que os investidores buscaram mais evidências de que uma recuperação está se segurando nos EUA, um dia depois do Dow ter fechado em seu nível mais alto em 14 meses. A pesquisa ADP/MA mostrou um declínio de 169 mil vagas em novembro, resultado pior que o esperado, enquanto o mais recente Livro Bege do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) traçou um cenário de melhora da economia, embora sem muitos empregos e ainda ameaçada por potenciais bombas, como o setor de imóveis comerciais.

Os comentários negativos de analistas pesaram sobre as ações financeiras, como JPMorgan e Morgan Stanley, enquanto outra rodada de compras na Alcoa e outras ações de matérias primas limitaram as perdas no mercado. Analistas do UBS Pactual disseram que estimam que a desaceleração sazonal do mercado de capital pode vir mais cedo este ano, por isso eles reduziram sua meta de lucro para o Morgan Stanley, JPMorgan e outros. Além disso, Sanford C. Bernstein disse que o JPMorgan pode enfrentar uma queda na receita de até US$ 3 bilhões sob um "pior cenário" para a legislação de derivativos.

Depois de fechar na máxima do ano na terça-feira, o índice Dow Jones caiu 18,90 pontos (0,18%) e fechou com 10.452,68 pontos. Dentro do índice, Bank of America liderou as perdas com uma queda de 1,51%, seguida por JPMorgan -0,69% e American Express 0,63%. Fora do índice, Morgan Stanley fechou em baixa de 2,92%.

McDonald's também registrou um fraco desempenho, com uma queda de 1,64%, depois que seu presidente e executivo-chefe de operações, Ralph Alvarez, anunciou que vai se aposentar no final do ano por motivo de saúde. Alvarez era considerado o provável sucessor do executivo-chefe, Jim Skinner.

No lado positivo, as ações da Alcoa dispararam 6,56%, impulsionadas pela alta dos preços dos metais e continuado fluxo de gerentes de fundos para ações com exposição nas commodities. O cobre atingiu seu nível mais alto desde setembro de 2008, o alumínio desde outubro de 2008 e o zinco e o chumbo desde maio do ano passado. A alta do ouro para nova máxima acima de US$ 1.200 por onça-troy também contribuiu para os ganhos dos metais básicos.

O vigor do setor de matéria prima ajudou o S&P-500 a fechar quase estável, com uma variação de 0,38 (0,03%) para 1.109,24 pontos. O Nasdaq Composite subiu 9,22 pontos (0,42%) e fechou com 2.185,03 pontos.

Mais uma commodity ficou sob pressão de baixa durante boa parte da sessão, o petróleo. Os futuros de petróleo caíram em reação ao crescimento muito acima do esperado nos estoques comerciais de petróleo bruto, que renovou as preocupações sobre um declínio da demanda. As ações da ExxonMobil caíram 0,33% e as da Chevron recuaram 0,42%.

O volume negociado na Nyse somou 1,032 bilhão de ações, de 1,132 bilhão de ações ontem. No Nasdaq, o volume alcançou 2,025 bilhões de ações, de 2,084 bilhões de ações ontem; 1.694 ações subiram e 1.070 caíram. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas