Tamanho do texto

As Bolsas de Nova York abriram em alta hoje, com os investidores acreditando que a crise da dívida em Dubai ficará de modo geral limitada à região e esperando dados importantes do setor industrial. Às 12h35 (de Brasília), o Dow Jones ganhava 1,05%, o Nasdaq subia 1,10% e o S&P 500 avançava 1,04%.

Ontem as bolsas terminaram com ganhos, ajudadas pelo desempenho do setor financeiro, que contrabalançou a preocupação com o setor varejista após a Black Friday. Hoje, apesar de o mercado de ações de Dubai ter caído 5,6%, diversos ativos refletiam preocupações menores com a crise na região. As bolsas europeias e contratos de petróleo sobem, o ouro renovou seus recordes e o dólar recua.

"As preocupações com o impacto do pedido do Dubai World de paralisar seus pagamentos de dívida vão provavelmente ceder nos próximos dias, já que a companhia disse que está tentando reestruturar apenas US$ 26 bilhões de sua dívida, menos da metade de suas obrigações totais de US$ 59 bilhões", disse o estrategista Philip Gisdakis, do UniCredit.

Entre os destaques da agenda econômica dos Estados Unidos hoje estão o índice de atividade industrial do Instituto para a Gestão da Oferta em novembro e gastos com construção e vendas pendentes de imóveis residenciais em outubro, todos às 13 horas. As montadoras também divulgarão, ao longo do dia, seus dados de vendas no mês passado. No campo corporativo, General Electric deverá estar em destaque, após o Wall Street Journal informar que a companhia fez um acordo preliminar com a francesa Vivendi para comprar a fatia de 20% da companhia francesa na NBC Universal. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas