Tamanho do texto

As Bolsas de Nova York abriram em alta hoje, um dia em que os investidores deixaram para trás os dados ruins sobre o mercado de trabalho dos Estados Unidos divulgados na sexta-feira após um fim de semana que teve como destaque uma reunião de ministros do G-20 (grupo das 20 maiores economias do mundo). Às 12h33 (de Brasília), o Dow Jones avançava 0,62%, o Nasdaq subia 0,79% e o S&P 500 ganhava 0,73%.

"As ações se mantiveram bem diante do fraco relatório sobre empregos e de uma mini correção das duas últimas semanas", observou Paul Nolte, diretor gerente da Dearborn Partners, em um comunicado. Os analistas veem pouca resistência ao fluxo contínuo de dinheiro barato que já impulsionou os índices de ações em 60% em relação às mínimas do ano.

Os dados sobre emprego nos EUA mostraram que o Federal Reserve (Fed, banco central norte-americano) não deve mudar a política de juros muito baixos em breve e, durante o final de semana, os ministros de Finanças do G-20 indicaram que as políticas de suporte à economia dos governos serão mantidas.

A Kraft Foods segue no foco do mercado hoje, depois que a britânica Cadbury rejeitou a oferta de compra feita pela companhia norte-americana e recomendou que os acionistas façam o mesmo. Mais cedo, a Kraft havia formalizado sua hostil pela Cadbury, decepcionando quem esperava a apresentação de um valor maior pelo negócio. O setor de saúde também ficará no centro das atenções hoje, já que a Câmara dos EUA aprovou no final de semana a proposta de reforma da saúde por margem apertada. O debate agora segue para o Senado. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.