Tamanho do texto

SÃO PAULO - Depois de terem registrado forte volatilidade, com oscilações de mais de mil pontos no índice Dow Jones, as bolsas de Nova York conseguiram reduzir as perdas e fechar com baixa de pouco mais de 1%. O Dow Jones caiu 1,49% para 8.

451 pontos. O Standard & Poor´s cedeu 1,18%, para 899 pontos. Apenas o eletrônico Nasdaq conseguiu reverter o rumo e fechar com alta de 0,27%, para 1.649 pontos.

De qualquer modo, essa foi uma das piores semanas da história do mercado financeiro americano. Foram oito pregões consecutivos de queda que levaram o industrial Dow Jones a se aproximar de 8 mil pontos pela primeira vez desde 2003. O Standard & Poor´s 500 cedeu 18,2% na semana, a maior perda semanal da história do índice. O Dow perdeu 18% no período e o Nasdaq cedeu 15%.

O mercado está colocando todas as expectativas para a solução dessa crise no encontro dos países desenvolvidos, representados pelo G8, que começou hoje em Washington. Também haverá amanhã reunião do G20, com representantes de nações em desenvolvimento.

As ações da Alcoa caíram 9,71% (US$ 11,25) enquanto as da general Electric subiram 13,10% (US$ 21,50), graças ao lucro do terceiro trimestre alinhado com as expectativas do mercado. As ações do Bank of America subiram 6,32%, para 20,87%.

Os papéis da General Motors subiram 2,73% (US$ 4,89) apesar de a Standard & Poor´s ter colocado o rating da companhia em perspectiva negativa na noite de ontem. O mercado esperava um corte do rating hoje, que acabou não se confirmando.

(Valor Online, com agência internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.