Tamanho do texto

SÃO PAULO - As praças acionárias da Europa operam no vermelho, influenciadas pelo movimento das ações do setor financeiro. Os agentes mostram preocupação com a saúde do setor automobilístico após a Casa Branca pedir a saída do presidente da General Motors (GM) e depois de o Conselho da PSA Peugeot Citroën destituir o presidente do grupo francês. Também faz parte da pauta medida tomada pela Espanha, que teve de socorrer um banco pela primeira vez desde o início da crise. Minutos atrás, o FTSE-100, de Londres, declinava 2,35%, para 3.807,21 pontos.

O CAC-40, de Paris, verificava perda de 2,70%, ficando em 2.764,02 pontos. Em Frankfurt, o DAX recuava 3,49% e somava 4.057,01 pontos.

(Valor Online, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.