Tamanho do texto

SÃO PAULO - O movimento das ações de empresas relacionadas a matérias-primas e a preocupação com a situação fiscal e econômica da Grécia afetaram as operações nos mercados acionários da Europa. Os agentes reagiram a uma série de matérias com prognósticos ruins para a Grécia e acompanham a missão do Fundo Monetário Internacional (FMI) em Atenas. Os representantes do organismo multilateral se reuniram hoje com o ministro grego das Finanças, George Papaconstantinou, que disse que a natureza do encontro foi técnica.

SÃO PAULO - O movimento das ações de empresas relacionadas a matérias-primas e a preocupação com a situação fiscal e econômica da Grécia afetaram as operações nos mercados acionários da Europa. Os agentes reagiram a uma série de matérias com prognósticos ruins para a Grécia e acompanham a missão do Fundo Monetário Internacional (FMI) em Atenas. Os representantes do organismo multilateral se reuniram hoje com o ministro grego das Finanças, George Papaconstantinou, que disse que a natureza do encontro foi técnica. O clima na Grécia não está nada animador, ao que parece. O presidente do BC local, George Provopoulos, avisou o ministério das Finanças que as quatro principais instituições financeiras do país - National Bank, Eurobank, Alpha Bank e Piraeus Bank - pediram para integrar um esquema de apoio estatal. Os bancos teriam solicitado garantias no valor de 15 bilhões de euros sob o plano de apoio de 28 bilhões de euros colocado em curso pela administração anterior no fim de 2008, segundo a agência semi-estatal ANA. Os agentes receberam nesta jornada uma revisão sobre o desempenho econômico da zona do euro e União Europeia e o índice de preços ao produtor na área da moeda comum. Em Londres, o FTSE-100 diminuiu 0,32%, para 5.762,06 pontos. O CAC-40, de Paris, caiu 0,67%, somando 4.026,97 pontos. Em Frankfurt, o DAX declinou 0,48% e ficou em 6.222,41 pontos. (Juliana Cardoso | Valor, com agências internacionais)
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.