Tamanho do texto

A maioria das bolsas asiáticas apresentou elevação nesta quinta-feira. A disparada em Tóquio não foi seguida pelos demais mercados regionais, estimulados por fatores locais, após Wall Street andar de lado.

A Bolsa de Hong Kong subiu pelo terceiro pregão consecutivo. O índice Hang Seng avançou 264,30 pontos, ou 1,2%, e terminou aos 22.553,87 pontos.

Após três pregões seguidos de ganhos, a Bolsa de Xangai, na China, teve ligeiro declínio por conta da realização de lucros nos bancos e imobiliárias. O Xangai Composto caiu 0,2% e encerrou aos 3.264,63 pontos - o índice subiu 5,5% nas três sessões anteriores. Já o Shenzhen Composto ganhou 0,5% e terminou aos 1.234,17 pontos.

A valorização do dólar em relação às principais moedas asiáticas levou a unidade norte-americana a apresentar alta sobre o yuan. Os ganhos, contudo, foram limitados pela pouca variação da taxa de paridade central dólar-yuan. No mercado de balcão, às 4h30 (horário de Brasília), a cotação de compra e venda do dólar era de 6,8266 yuans, acima do fechamento de quarta-feira, que foi de 6,8263 yuans.

Já a Bolsa de Taipé, em Taiwan, fechou praticamente estável. Os investidores andaram de lado, às vésperas das eleições municipais de sábado. O Taiwan Weighted subiu 0,09% e encerrou aos 7.684,67 pontos.

Empresas de tecnologia e de construção naval lideraram a alta da Bolsa de Seul, na Coreia do Sul, onde o índice Kospi avançou 1,5%, para 1.615,0 pontos.

Na Austrália, os ganhos no setor de matérias-primas sustentaram a Bolsa de Sydney num pregão misto. O índice S&P/ASX 200 fechou com alta de apenas 0,3%, aos 4.774,6 pontos.

Nas Filipinas, o índice PSEi da Bolsa de Manila recuou 0,9%, para 3.090,91 pontos.

As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas